terça-feira, 4 de setembro de 2007

Máscaras

Ando disfarçado de funcionário, cidadão, contribuinte.

Mas na realidade sou nada mais que um homem e é só o que sou.

E é tudo o que sou.

2 comentários:

Lou Mello disse...

Ufa! Que bom.

Rubinho Osório disse...

E não é fácil, não senhor!!!
Tanto que tem muito do resto (funcionário, cidadão, contribuinte) por aí, mas hôme mesmo, tem poucos, viu?
Continue sendo só um homem, eu estarei tentando sê-lo também.